Notícias

Copergás atinge marca histórica de 1 mil km de gasodutos

A Copergás iniciou 2022 atingindo a marca histórica de 1 mil km de rede de gasodutos, ampliando a capacidade de distribuição do gás natural na Região Metropolitana do Recife e no interior de Pernambuco.  A meta da Companhia é construir mais 117,7 km até o final do ano.

Segundo o diretor técnico-comercial da Copergás, Fabrício Bomtempo, o resultado é fruto da decisão estratégica de interiorização da empresa e do fortalecimento de atuação no segmento de varejo.

“Em virtude dessa diretriz de expansão, tivemos um grande crescimento da rede nos últimos três anos, de 2019 a 2021. Colocamos o gás natural ao alcance de mais pernambucanos, conquistando mais clientes, sobretudo residenciais e comerciais, mas também de indústrias de pequeno porte”, disse Fabrício.

Dos 1 mil km da rede da Companhia, 20% foram finalizados entre 2019 e 2021, período de maior aceleração da construção. Hoje, a malha principal de gasodutos da empresa vai do Recife até Belo Jardim, no Agreste. Além disso, a Copergás tem em execução dois projetos pioneiros de Rede Local:  um em Petrolina, no Sertão do São Francisco, e o outro em Garanhuns, no Agreste Meridional.

Nesse modelo, os gasodutos são construídos apenas dentro do próprio município. O gás natural chega até lá como GNL (Gás Natural Liquefeito), via modal rodoviário. É regaseificado, odorizado e, daí, distribuído para os clientes.

A chegada do gás natural aos municípios amplia as condições de atração de investimentos (favorecendo a instalação de empreendimentos industriais e comerciais), atende ao público cada vez maior de motoristas que buscam um combustível com melhores preços (com o GNV) e oferta à população em geral uma fonte de energia que proporciona conforto, segurança e praticidade.

No caso do uso residencial e comercial, por exemplo, o gás natural elimina a necessidade de botijões ou cilindros – os espaços que antes serviam para este fim, em prédios ou estabelecimentos comerciais, podem ser destinados para outra ocupação.

Um exemplo da relação direta entre a chegada do gás e a aceitação do público está em um dos principais destinos turísticos do país – Porto de Galinhas, no município de Ipojuca. Em abril de 2020, as obras da rede no local foram concluídas.  Ao final do ano passado, Porto de Galinhas já contava com quatro hotéis, quatro pousadas, dois restaurantes e um condomínio residencial com abastecimento de gás natural, além de um posto com GNV.

“Estamos cada vez mais próximos da vida dos cidadãos pernambucanos, massificando o nosso atendimento.  E quanto mais aumentamos a nossa rede, mais próximos ficamos. Agora em 2022 e nos próximos anos, nossa meta é de ampliar cada vez mais”, destacou Fabrício.

Para este ano, contratos já estão firmados para expandir projetos em andamento, como os de Camaragibe-Carpina, Gravatá, Caruaru, Garanhuns e Petrolina, entre outros.  A previsão de investimentos da Copergás para 2022 é de R$ 68,4 milhões. A Companhia tem hoje mais de 60 mil clientes, nos segmentos em que atua – residencial, comercial, industrial, veicular e de geração e cogeração de energia.

Participação – A Copergás é uma empresa de Pernambuco, com sede no Recife. Foi criada em 1992, e funciona sob um sistema de economia mista. O Governo do Estado é seu sócio majoritário, com 51% das ações ordinárias. Os outros sócios são a Gaspetro (subsidiária da Petrobras) e a Mitsui Gás e Energia do Brasil Ltda., cada um com 24,5% das ações.

Pular para o conteúdo