Notícias

Copergás tem plano de investimento de quase R$ 1 bilhão até 2029

O diretor-presidente da Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), Felipe Valença, recebeu, nessa quarta-feira (21), a vice-governadora Priscila Krause e o CEO da Mitsui Gás e Energia do Brasil, Tadaharu Shiroyama. Na reunião, foi feita uma apresentação do planejamento estratégico da Copergás, incluindo os projetos que estão em andamento e as próximas ações que serão implementadas. Também participaram do encontro a diretora administrativa financeira da Copergás, Taciana Danzi Amaral, e o diretor técnico comercial da Copergás, Roberto Zanella.

A Copergás pretende investir, até 2029, R$ 986 milhões, 65% a mais que o patamar anterior previsto, que era de R$ 596 milhões. O novo patamar de investimentos é reflexo da recuperação de margem e nova política de dividendos, que antes distribuía 100% entre os acionistas. A nova política reduziu a distribuição para 25%, fazendo com que os 75% restantes sejam investidos em Pernambuco.

“Tanto o governo do Estado quanto a Mitsui Gás são acionistas da Copergás. Esse alinhamento é importante para podermos implementarmos os projetos de maneira mais eficiente, alcançando os objetivos definidos. O resultado da empresa é investido em Pernambuco e isso fez com que a gente aumentasse em 65% o nosso valor investido, podendo, com isso, focar principalmente no desenvolvimento dos cinco eixos estratégicos de atuação da Companhia”, destacou o diretor-presidente da Copergás, Felipe Valença. “Somos uma empresa de infraestrutura, e quando se leva infraestrutura, chega também o desenvolvimento para todas as regiões de Pernambuco”, acrescentou Valença.

A Mitsui Gás é uma das acionistas da Copergás. A empresa também é acionista diretamente de outras sete companhias de gás (Alagoas, Bahia, Ceará, Paraná, Paraíba, Santa Catarina e Sergipe) e indiretamente de outras 11 empresas. A Mitsui ocupa o segundo lugar no mercado de gás no Brasil.

A Copergás tem hoje a quarta maior clientela de gás encanado residencial do Brasil. Projetos como o Morar Bem, que destina recursos complementares de habitação; do Polo Gesseiro, em Araripina, que fornecerá gás para as indústrias do setor; e outros voltados para mobilidade são importantes para manter a empresa entre as principais do setor de infraestrutura de Pernambuco.

Os cinco eixos de atuação da Copergás compreendem o adensamento do gás natural em Pernambuco, intensificando o acesso do gás natural para residências e empresas; o estímulo ao desenvolvimento econômico de microrregiões do estado ou segmentos econômicos, com foco no setor industrial; a adoção do gás natural como combustível da transição energética na mobilidade; a sustentabilidade do gás natural, explorando o potencial do gás natural como um combustível sustentável e fundamental para a transição energética; e a inovação no setor de gás natural, através da revisão da cultura organizacional, estimulando a inovação, e ampliação da capacitação de colaboradores e parceiros estratégicos, além de revisão dos procedimentos internos.