Notícias

Gás pode ter ICMS reduzido

Em visita ao Araripe, o governador comentou a possibilidade de reduzir o imposto para incentivar o consumo do gás natural
ARARIPINA – Diante da continuidade do desmatamento da caatinga para utilização da lenha como carvão para os fornos da indústria do gesso na região do Araripe, Sertão de Pernambuco, o governador Eduardo Campos propôs-se ontem adotar uma medida emergencial, reduzindo o ICMS do frete do transporte do gás de Caruaru, com a chegada do gasoduto no Agreste, até Araripina. “Essa pode ser a solução, enquanto não chega a Ferrovia Transnordestina”, revelou Eduardo.
Com a ferrovia, os Sertões Central e do Araripe vão estar ligados ao Porto de Suape, onde o gás poderá ser coletado para abastecer os fornos da indústria gesseira, no lugar do carvão utilizado atualmente.
Afirmando que este é o primeiro ano do segundo governo, e não o quinto ano do primeiro mandato, o governador Eduardo Campos revelou ontem, na segunda parada do programa Todos por Pernambuco, que cumpriu com todas os compromissos incorporados ao Plano Plurianual (2007/2010) pelo caderno de ações da primeira edição do programa.
“Tudo que foi assumido em 2007, foi cumprido. São 100%, por isso tivemos aqui 90% dos votos em 2010. A partir da escuta fizemos a seleção das prioridades, que foram cumpridas. É bom lembrar que esse (Todos por Pernambuco) é um fórum de debates, não é deliberativo. Agora, tudo que é reivindicado não é possível cumprir. Novamente, estamos ouvindo a sociedade e entidades sociais para coletar as novas propostas”, destacou.
O governador reafirmou que Pernambuco está fora dos cortes orçamentários que a presidente da República, Dilma Roussef, irá fazer este ano para conter o retorno da inflação e ajustar as contas do governo federal. Todavia, ele assegurou que vai continuar escutando a sociedade para definir o caderno de compromissos para o Plano Plurianual. “No ano em que o governo federal corta R$ 50 bilhões, o que não nos atinge, e cancela concursos públicos, nós vamos continuar ouvindo (a população). Esse é o compromisso que assumi.” (Ayrton Maciel)
Fonte: Jornal do Commercio / Economia – 19/03/2011