Notícias

Motorista já paga menos por gás natural no Recife

Metro cúbico do GNV baixou de R$ 1,849 para R$ 1,699 nas revendas
O Gás Natural Veicular (GNV) já está sendo vendido por R$ 1,699 em grande parte dos postos do Recife. Espera-se que hoje a redução atinja 100% da rede de revenda do combustível no estado. A queda no preço do produto, que estava nas bombas por R$ 1,849, se deve à redução de 3% na tarifa, em vigor desde de 1º de maio, e à aquisição de um lote por um preço 35% menor em leilão de gás promovido pela Petrobras. Com o reajuste negativo, o GNV encosta no preço do álcool, que atualmente está à venda por valores entre R$ 1,599 e R$1,699. A expectativa é que o consumo do gás veicular cresça mais de 10%. Segundo a Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), a partir de 20 de maio, uma nova redução pode chegar às bombas.
A economia de R$ 0,15 no preço do metro cúbico de GNV deixou o taxista Edmilson Gomes, 59 anos, animado. Por dia, ele consome cerca de 22 m3. Pelo preço de R$ 1,849, ele desembolsava R$ 40,67. Agora o mesmo volume de combustível sai por R$ 37,37. A economia de R$ 3,30 por dia parece pouco, mas ao fim do mês representa uma redução de R$ 99. “Com este dinheiro, vou reforçar a feira lá de casa”, conta Gomes. Outro taxista que estava comemorando a mudança de preço nas bombas foi João Matias, 46. Serão R$ 60 a menos nos gastos com o combustível neste mês de maio. “Vai ajudar a pagar as dívidas”, comenta ele.
Neste momento, a produção do maior concorrente do gás natural, o álcool, está em fase de entressafra. Em muitos postos visitados pela reportagem, o álcool oscilava entre R$ 1,58 e R$ 1,59, mas havia locais em que estava pelo mesmo preço do gás natural, R$ 1,69. “Eu nunca deixei de usar o gás natural, mesmo quando estava mais caro, porque ele rende bem mais que o álcool. E agora que está custando o mesmo que o álcool, não há dúvidas que o GNV é a melhor opção”, afirma o representante comercial Carlos Moreira, 29. De uma forma geral, o rendimento do álcool é de 7 km por litro. Enquanto isso, o metro cúbico de GNV roda em média 10 km.
Mas apesar das medidas que reduziram o valor do GNV estarem em vigor desde o dia 1º, nem todos os postos haviam modificado o preço até ontem. O taxista João Matias, por exemplo, só encontrou o valor menor ao pesquisar em um segundo posto. Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista dos Derivados de Petróleo de Pernambuco (Sindicombustíveis-PE), José Afonso Nóbrega, a alteração não ocorreu em todos os postos por questões técnicas. “Muitos dependem da empresa de manutenção para fazer a mudança de valor na bomba de gás natural. Em alguns postos, o técnico só foi hoje (ontem) à tarde. Mas a partir de amanhã (hoje), todos estarão vendendo o GNV a R$ 1,69”. No primeiro dia útil do mês, o setor verificou uma grande procura pelo GNV. “O movimento foi intenso. A nossa expectativa é que as vendas cresçam mais de 10% neste mês”.
Variações – O próximo reajuste do gás natural só ocorre em agosto. Mas, até lá, o combustível pode passar por variações de preço, dependendo do resultado do 2º Leilão de Gás que será promovido pela Petrobras, no próximo dia 12. A Copergás pretende arrematar lotes para os meses de maio, junho e julho e disponibilizá-lo para o segmento veicular. “Conseguimos uma queda de 35% e vamos tentar dar lances menores ainda. Como o gás arrematado neste leilão será enviado a partir de 20 de maio, novas alterações de preço podem ocorrer depois dessa data”, afirma Aldo Guedes.
Fonte: Diario de Pernambuco / Economia